Comer muito à noite tem
repercussões orgânicas!

Não há dúvida que a alimentação noturna não deve ser a maior do dia. A discussão se isto é motivo para engordar ainda não é definitiva. O ideal é distribuir as calorias durante o dia pois os trabalhos mostram que comer muito tarde altera os hormônios responsáveis pela fome e saciedade.

Se nós conseguirmos ter refeições balanceadas e comer menos à noite seria o recomendado. A refeição noturna acontece próximo ao horário de dormir (ideal que aguarde 3 horas) e o organismo já está desacelerando.

Há uma regulação entre o dia e a noite, este ritmo circadiano regula a produção dos hormônios. Ao despertar, os hormônios Adrenalina e Cortizol nos põe em alerta, aumenta a pressão arterial, a frequência cardíaca, nos estimulando para as atividades diárias. À noite, a Melatonina é o hormônio que desacelera o organismo e estimula o sono. Os estímulos visuais podem manter a nossa atividade intelectual favorecendo o estímulo da alimentação num horário não adequado.

O ideal é não exagerar nas refeições noturnas.

Picture of Carlos Alberto Pastore

Carlos Alberto Pastore

Livre docente do Instituto do Coração do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP

Facebook
Twitter
WhatsApp

Deixe um comentário