A saúde mental dos médicos
piorou após a pandemia!

Após o final da pandemia a volta ao trabalho de rotina mudou bastante. Os pacientes voltaram a buscar as clínicas, os hospitais com quadros crônicos descompensados, mais doenças pela falta de acompanhamento na pandemia.

Nos últimos dois anos a sobrecarga de procura dos hospitais públicos e privados aumentou demasiadamente e os médicos também ficaram sobrecarregados.

Na avaliação dos profissionais médicos pelos serviços da faculdade de medicina da USP observou-se que muitos tem sofrido de depressão e ansiedade.

A rotina dos médicos não permite uma alimentação balanceada devido ao acúmulo de trabalho (trabalham mais de 10 horas por dia). Toda esta demanda tem deixado os médicos mais estressados no trabalho e nas relações familiares. Desta forma, sobra pouco tempo para os exercícios físicos, lazer relaxamento.

Fica claro que os médicos tem que procurar ajuda, avaliações periódicas e se cuidar como cuidam dos pacientes.

Picture of Carlos Alberto Pastore

Carlos Alberto Pastore

Livre docente do Instituto do Coração do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP

Facebook
Twitter
WhatsApp

Deixe um comentário