A nossa felicidade (mental e corporal)
depende dos relacionamentos

A universidade Harvard relata um trabalho desde 1938 sobre o desenvolvimento adulto. É o maior trabalho que existe sobre o tema e monitora até hoje questões sobre bem estar e  felicidade. O interessante é que a pesquisa já está na segunda geração, filhos dos primeiros participantes.

As conclusões são claras: o que nos deixa felizes e saudáveis são os relacionamentos que mantemos.

Os responsáveis pelo estudo afirmam que as boas relações reduzem o nível de estresse e influenciam como lidamos com dificuldades e desafios. Os pesquisadores relatam que ter muito dinheiro e fama não traz felicidade. A pobreza influencia a  relação com a vida (quando não se tem as condições básicas garantida ser feliz é muito difícil).

O fato mais interessante é o elo dos relacionamentos e a saúde:- ter boas relações nos deixam mais saudáveis. Todas as relações são importantes: românticas, familiares e até as superficiais, os amigos do trabalho, etc.

Qualquer papo agradável é bem vindo!

Carlos Alberto Pastore

Carlos Alberto Pastore

Livre docente do Instituto do Coração do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP

Facebook
Twitter
WhatsApp

Deixe um comentário