Voltar

Anabolizantes: muitos músculos, muitos riscos

O hábito de se utilizar anabolizantes cresce nas academias, e os jovens abusam sem ter ideia das consequências. O nosso anabolizante natural, a testosterona, hormônio masculino, estimula a produção dos músculos. A sua ação cai com o envelhecimento. Os hormônios sintéticos são usados para imitar a ação da testosterona, porém quem fica sobrecarregado é o fígado.

O abuso do anabolizante gera uma hepatite medicamentosa e pode levar a uma insuficiência do fígado. Nos jovens, pode inibir o crescimento, aumentar o colesterol e levar a queda de cabelo. Nas mulheres pode trazer pelos no rosto, deixar a voz mais grossa e engordar.

A grande quantidade de testosterona utilizada pelos homens pode levá-la a uma transformação em hormônio feminino, e fazer crescer as glândulas mamárias. A ação dessas “bombas” no testículo diminuem a produção da testosterona natural responsável pela fabricação dos espermatozoides. Desta forma é comum haver uma queda de espermatozoides por uma diminuição dos testículos.

Será que vale a pena tantos músculos com perda da potência?