Voltar

STENTS X MEDICAÇÃO PARA EVITAR INFARTOS

O governo americano financiou um estudo avaliando mais de 5000 mil pacientes com redução de fluxo de sangue nas artérias que irrigam  o miocárdio (doença das artérias coronárias).

Os pacientes foram divididos em dois grupos: um grupo colocou “stents” nas artérias coronárias ou recebeu pontes de safena e o outro grupo recebeu só medicamentos.

Após mais de três anos de avaliação o grupo que recebeu “stents” ou que receberam pontes de safena comparado com o grupo que recebeu medicação não mostrou diferença na taxa de mortalidade e também nos infartos e hospitalizações.

A conclusão é que nos pacientes com doença estável podem tomar medicação inicialmente e acompanhar clinicamente até que haja desestabilização do quadro.