Voltar

Resiliência: a resposta ao “stress” do mundo globalizado!

O nosso maior desafio atual é o tempo, pois não adianta acharmos que alcançamos tudo se não conseguirmos administrar o nosso tempo. Neste momento, em que nas nossas agendas não cabem mais compromissos e sentimos urgência em tudo que fazemos, temos que acelerar para não sermos atropelados. Estas dificuldades produzem modificações na nossa saúde física e mental e nem sempre estamos preparados para enfrentar estas mudanças.

As exigências da sociedade estão criando indivíduos que não percebem os sinais do corpo, não enfrentam as emoções e, assim, não cuidam da saúde. As instituições precisam observar que os seus colaboradores podem não estar preparados para enfrentar todas estas pressões e que não desenvolveram a propriedade da resiliência. Ela está baseada num princípio da física, no qual a energia armazenada em um corpo deformado é devolvida quando cessa a tensão causadora da deformação elástica. O que estamos querendo sugerir é que vivemos um momento marcado pelas mudanças com velocidade, muita tecnologia, transformação, e para sobreviver precisamos de muita energia armazenada das tensões.

Agora esta energia vai ser conseguida com cuidados da saúde que permitirão aos indivíduos enfrentarem os momentos de pressão e ganharem mais forças e não doenças. Novos desafios, novas propostas!