Voltar

Quem encara a velhice positivamente vive mais

Os trabalhos da literatura sobre os idosos têm sido muito claros, indivíduos que encaram a velhice positivamente tendem a viver mais tempo e com melhor saúde física e mental. A taxa de envelhecimento da população está subindo muito rápido e, se continuar assim, em 3 décadas uma em cada cinco pessoas no mundo terá mais de 65 anos (meio bilhão mais de 80 anos).

Não há uma valorização da sabedoria e da experiência dos idosos, como seria esperado; 66% das pessoas em quase 60 países têm opiniões ruins sobre a velhice.

Cuidar dos idosos não é uma rotina em todos os países. Desta forma, mostrar que os idosos precisam de apoio e que todos chegaremos lá é uma estratégia muito interessante.

O Japão, que possui a maior expectativa de vida do mundo e baixas taxas de natalidade, tem tentado mostrar esta possibilidade de se cuidar melhor dos indivíduos, estimulando o trabalho e a participação nas comunidades.