Voltar

Explodir ou reprimir ?

Lábios apertados, mandíbulas tensas, vozes alteradas, sobrancelhas franzidas, tudo faz parte da crise de raiva!

Aqueles que tentam evitar o enfrentamento engolindo a raiva também sofrem com a situação. Isto traz rigidez muscular, principalmente no pescoço e face, além de dificuldades visuais.

Desta forma, observamos que os mais esquentados tendem a desenvolver mais doenças cardíacas, como pressão alta e taquicardia (muita adrenalina liberada).

Os que ficam guardando as mágoas, lembrando as passagens do passado, apresentam mais tensão muscular, dores nas costas e pescoço.

Os pesquisadores são claros em mostrar que as nossas emoções exacerbadas afetam muito a qualidade da vida!

O importante é conseguir falar do porquê da raiva, dos seus sentimentos, sendo a melhor forma de administrar os conflitos.