Voltar

Qual a diferença entre acidente vascular cerebral e aneurisma cerebral?

            O acidente vascular cerebral (AVC), popularmente conhecido como derrame, é quando a circulação do sangue no cérebro é prejudicada, levando a uma menor oxigenação e a sintomas como perda repentina de força muscular, da visão ou da fala.

            Os acidentes vasculares cerebrais se dividem em duas categorias: isquêmicos ou hemorrágicos. Os isquêmicos representam a maioria dos casos, cerca de 80%, e acontecem quando um vaso sofre uma obstrução, interrompendo o fluxo de sangue para uma região do cérebro. Já os hemorrágicos são aqueles nos quais há sangramento de uma artéria ou veia por rompimento destas ou em decorrêcia de um aneurisma.

            Pois é, o aneurisma cerebral pode ser uma das causas do AVC hemorrágico, uma vez que ele é a dilatação exagerada da parede de uma artéria cerebral, de modo a deixá-la mais enfraquecida e sujeita a ruptura. Apenas cerca de 20% dos aneurismas chegam a romper. No entanto, quando isso ocorre, as chances do doente morrer ou de ficar com sequelas aumentam consideralvelmente.

           O aneurisma pode ter transmissão genética, surgindo em membros de uma família ao longo das gerações. Os sintomas da ruptura de um aneurisma são dor de cabeça intensa, vômitos, convulsões e desmaio.

          Os fatores de risco para essas duas doenças são pressão alta, diabetes, colesterol alto, doenças cardíacas, fibrilação arterial, tabagismo e uso de álcool e anticoncepcionais.