Voltar

Exercícios e o coração de atleta

Todos os atletas, profissionais ou amadores, devem ser submetidos a um processo de diagnóstico especializado e a uma qualificação antes de realizar exercícios programados intensos.

O treinamento atlético pode causar uma sobrecarga de pressão e de volume no sistema cardiovascular, ultrapassando sua capacidade normal de exercício. Desta forma, o esforço físico intenso pode ser um gatilho de eventos cardiovasculares graves e até fatais em atletas com doença cardiovascular não detectada.

Não há dúvida que o exercício regular intenso apresenta uma carga enorme para o sistema, que se adapta na sua estrutura e função, como vemos nos exames cardiológicos de rotina. As alterações podem ser fisiológicas, chamadas de “coração de atleta”, mas podem refletir uma doença estrutural do coração e até uma forma de deteriorização do sistema, em alguns atletas. A atividade esportiva competitiva, segundo alguns autores especialistas, aumenta em 2,5 vezes o risco de morte súbita em adolescentes e jovens atletas. Desta forma, acompanhamento e avaliação cardiológica são fundamentais para se evitar desfechos fatais.