Voltar

Como funcionam os antidepressivos atuais e para que servem

As ações gerais destes medicamentos é o equilíbrio dos níveis cerebrais das substâncias químicas que realizam a transmissão dos sinais entre os neurônios. As drogas mais conhecidas, fluoxetina, paroxetina e sertralina tornam mais lenta a absorção da serotonina pelo organismo, mantendo um nível mais alto deste neurotransmissor no sangue, causando uma melhora nos sintomas da depressão (tristeza, sonolência etc.). Outros atuam tanto na serotonina como na adrenalina, com um efeito mais amplo na depressão, como a venlafaxina e a bupropiona.

Os antigos antidepressivos, chamados tricíclicos (Tofranil, Anafanil) também são eficientes, porém apresentando um pouco mais de efeitos colaterais.

Os pesquisadores estão investigando e utilizando moléculas como o GABA e o Glutamato, responsáveis por 90% da transmissão química do cérebro. Assim, procure sempre orientação especializada para tomar a medicação mais adequada.