Voltar

Depressão, uma epidemia mundial

A Organização Mundial de Saúde já considera a depressão uma epidemia mundial, pois já são 350 milhões de pessoas no mundo com esse quadro. O importante é que, de cada cem pacientes com depressão grave, quinze cometem suicídio.

O diagnóstico da depressão ainda não é bem feito, pois alguns profissionais não estão totalmente sensibilizados para os sinais e sintomas do quadro. Os pacientes portadores de diabetes, pressão alta e câncer apresentam três vezes mais chances de desenvolver depressão, a qual pode piorar ainda mais o quadro clínico das doenças crônicas. Não há dúvida que o componente genético é importante, mas o fator ambiental é o gatilho para o desencadear da doença. Os tratamentos com medicação específica funcionam e a psicologia coadjuvante completa o tratamento.