Voltar

Essa história de morte súbita não existe, leva anos pra acontecer

Esta frase, escrita num dos mais importantes hospitais de New York, reflete o que é a morte súbita cardíaca:

  • O conceito define a doença como morte natural por causa cardíaca antes de uma hora do início dos sintomas. Existe perda da consciência, com ou sem doença prévia, com tempo e modo inesperados. Observa-se que 93% das mortes são causadas por arritmias cardíacas, taquicardias com alta frequência de batimentos do coração chamadas tecnicamente de Fibrilação Ventricular. O importante para nós é que as pessoas que morrem, em geral, são as que têm problemas escondidos, isto é, não sabem que têm doença do coração.

Os problemas genéticos do coração podem se transmitir por gerações, e modificar a formação do estímulo elétrico do coração. Este órgão é constituído de uma parte muscular (miocárdio), por um sistema de encanamentos (artérias e veias coronárias) e um sistema elétrico. A morte súbita pode ser só por um problema elétrico ou por existir uma doença de base muscular (miocardiopatia) ou das coronárias (isquemia – falta de sangue).

A avaliação deve ser feita precocemente se você tiver história de morte súbita na família, se alguém morreu do coração por infarto, e deve verificar quais foram as causas mais importantes. Os exames podem avaliar o seu risco de doença nos próximos dez anos, realizando teste ergométrico, ecocardiograma, holter, laboratório e até investigação genética. A prevenção pode evitar situações dramáticas e inesperadas, por vezes fatais.

Procure seu cardiologista para evitar os problemas do coração, e assim também a morte súbita cardíaca.