Voltar

Dieta para o coração

O maior estudo sobre a dieta do mediterrâneo foi publicado este ano, mostrando que ela diminui os riscos de infarto do miocárdio e de derrame (AVC) em 30%. O estudo foi realizado com mais de 7 mil pessoas com sobrepeso, fumantes ou portadores de outros fatores de risco, como diabetes e pressão alta. Os pacientes foram submetidos a dieta com baixa gordura de dois tipos: uma com muito azeite extra virgem e outra com muitas castanhas e amêndoas. Esta dieta conseguiu resultados semelhantes ao uso de medicações, sem os efeitos colaterais dessas.

As dietas podem evitar as doenças do coração, assim como a obesidade mata precocemente mais de 300 mil norteamericanos por ano. Sabemos que mais de um terço da população norteamericana é obesa, e no Brasil o problema é semelhante. A dieta do mediterrâneo utiliza grãos, peixes, frutas, vegetais e óleo de oliva e amêndoas, sendo muito fácil de se utilizar no nosso meio.