Voltar

A polipílula continua em discussão

A possibilidade de se utilizar, numa só pílula ou comprimido, medicação para pressão alta, para baixar o colesterol e para evitar o entupimento dos vasos continua na pauta dos cardiologistas.

Os tratamentos publicados em revistas especializadas têm demonstrado que a aderência ao tratamento com uma só medicação (polipílula) foi de 80%, comparado com os 64% dos que usam o tratamento convencional. Houve também maior melhora no controle da pressão arterial e na diminuição dos valores sanguíneos do colesterol no grupo que usou a polípilula, comparado com o outro grupo, que tomou as medicações em separado.

Desta forma a possibilidade de se utilizar a polipílula mostra-se interessante, principalmente em países emergentes, com grande prevalência de doenças cardiovasculares e dificuldades em sua prevenção. No momento, o mundo científico espera da polipílula melhores resultados na redução dos quadros cardiovasculares mais agudos.