Voltar

Dormir mal = viver menos e pior

Não há mais dúvidas de que o sono seja um importante momento do dia e que cuidar da sua qualidade seja fundamental nas nossas vidas.

Dormir mal leva a problemas cardiovasculares e cerebrais, como o aumento da pressão arterial (derrame) e ao maior risco de infarto do miocárdio. As noites mal dormidas agravam a depressão, dificultam o raciocínio e pioram o desempenho intelectual no dia seguinte. A chamada apneia do sono (microdespertares durante o dormir) traz dificuldades para manter o período de sono adequado.

Os grandes vilões já são bem conhecidos: a obesidade, a vida sedentária, o exagero de bebidas alcoólicas à noite, as refeições pesadas antes de dormir e o estresse exagerado do dia a dia. A prevenção de doenças graves, a melhora na qualidade de vida e um melhor desempenho no dia seguinte são alguns dos benefícios de se dormir bem.

Tentar melhorar o sono com alimentação adequada, exercícios e diminuindo o estresse é o caminho mais adequado, porém às vezes precisamos de orientação especializada. Dessa forma, procure um especialista, principalmente se for tomar alguma medicação para dormir.