Voltar

Deposição de gordura nas artérias das múmias

Nós já sabemos que nas próximas décadas morreremos das doenças cardiovasculares, e a causa mais comum é a deposição de gordura nas artérias, a chamada ateroesclerose. A obstrução das artérias se dá pela formação de placas de gordura na porção interna desses vasos, estreitando a passagem do sangue. As causas sempre estiveram ligadas aos fatores de risco conhecidos, como vida sedentária, dieta inadequada, cigarro, obesidade, diabete, stress, entre outras.

Porém, que essa fosse uma doença do mundo moderno foi questionado pelo trabalho publicado em revista americana envolvendo angiotomografias de 137 múmias (naturais ou mumificadas) de várias partes do mundo (egípcias, peruanas, norteamericanas entre outras). Este exame, capaz de avaliar a presença das placas de gordura (ateroesclerose) com depósito de cálcio nos vasos das múmias, trouxe informações muito interessantes. Primeiro, mostrando que esses indivíduos tinham tido ateroesclerose antes de morrer, lembrando que nesta época se morria em geral com menos de 40 anos; além disso descobriu-se que a gravidade das doenças piorava com o avançar da idade e que embora os indivíduos que originaram as múmias vivessem em ambientes distintos, com alimentação distinta, todos tinham ateroesclerose.

Embora as pessoas na época não morressem das doenças cardiovasculares, pois as infecções as matavam primeiro, não há dúvidas que a ateroesclerose vem afetando os homens há muito tempo, e mesmo com o poder da medicina moderna o melhor que podemos fazer é preveni-la.