Voltar

Aterosclerose e doença coronária

A aterosclerose é o acúmulo de gorduras na parede das artérias, a qual forma a placa chamada aterosclerótica. Quando essa placa sofre uma lesão, a artéria pode se fechar completamente através de um coágulo de sangue, que se forma junto a essa placa, levando ao infarto do miocárdio. Devido à importância dessa doença, inúmeros estudos são realizados para se avaliar qual o melhor tipo de tratamento para prevenir infarto e morte nas pessoas acometidas com doença da coronária.

Um estudo publicado recentemente acompanhou, durante 5 anos, pacientes com doença arterial coronária crônica em uso de um tratamento medicamentoso ótimo, ou seja, com uma medicação intensiva e rigorosa para os fatores de risco para doença cardiovascular. Os pacientes faziam tratamento para pressão alta e diabetes, adotaram hábitos de vida saudáveis, como prática regular de atividade física, dieta com baixa quantidade de gorduras e rica em fibras, frutas e vegetais. Outra parte desses pacientes também foi submetida a um tratamento conhecido como implante de “stent”, que consiste em inserir um balão que abre a artéria coronária comprometida pela aterosclerose, comprimindo as placas de gordura, e logo após é inserido um “stent”, uma pequena “rede” que impede que a artéria obstrua novamente.

Os resultados desse estudo demonstraram que os dois grupos de tratamento obtiveram o mesmo índice de mortes e infarto. Ou seja, se o paciente tomar as medicações prescritas pelo médico de modo correto e modificar seus hábitos de vida para atividades e dieta mais saudáveis, terá menor incidência de infarto do miocárdio.