Voltar

Cuidadores de idosos: especialidade em alta

Os idosos estão cada vez mais presentes nas atividades sociais, no trabalho e nas competições esportivas, mostrando o lado saudável do envelhecimento. O outro lado da história é que eles poderão carregar doenças crônicas (pressão alta, diabetes etc.), dificuldades ortopédicas e necessidades de cuidados. A perda da capacidade física e da independência requer um programa de atendimento especial que na maior parte das vezes será em casa. Os chamados cuidadores de idosos não são suficientes para as demandas do mercado e são cada vez mais procurados para cuidar dos idosos fragilizados ou com sequelas de doenças graves (AVC, câncer etc.).

Dessa forma, nosso investimento na prevenção para evitar as doenças crônicas, e ter uma atividade física regular, seriam a maneira saudável de envelhecer.