Voltar

Os riscos do uso exagerado das tomografias

As chamadas tomografias computadorizadas usam de 100 a 500 vezes mais radiação do que um raio-x comum e desta forma agridem mais o corpo dos pacientes, podendo levar a algumas doenças. Não há dúvida que elas são muito importantes no diagnóstico de problemas ocultos, como alterações pulmonares e cardíacas e tumores. Diagnosticam fraturas ósseas e sua radiação pode ser usada para tratar alguns tipos de câncer, mas a radiação exagerada pode ter um efeito colateral grave que é danificar o DNA das células, o que depois de muitos anos pode levar ao câncer.

Esta evidência tem levado as sociedades médicas a sugerir aos especialistas que evitem ao máximo a utilização de tomografias. Essas são as que tiveram mais aumentada sua utilização nos centros diagnósticos mundiais. As tomografias para diagnosticar as obstruções das artérias coronárias, tão bem avaliadas pelos especialistas, estão sendo realizadas em grande número, e emitem 600 vezes a radiação de um raio-x de tórax. O risco adicional de um câncer pela utilização de tomografias em exagero não deve ser ignorado. Dessa forma, a avaliação do custo/benefício da utilização desses exames passa a ser muito importante.