Voltar

Melatonina: novas funções

A Melatonina é uma indolamina (hormônio) fabricada pela chamada glândula pineal, localizada no cérebro. A liberação da melatonina pelo cérebro está ligada e sincronizada com o ciclo da luz, isto é, a luz inibe a secreção de melatonina. A entrada de luminosidade pela retina modula a atividade do núcleo supra-óptico, que é o verdadeiro relógio biológico.
O nosso conhecimento das ações da melatonina foram sempre ligados à tentativa de resolver a dificuldade de dormir. As novas especulações sugerem que a melatonina pode ter um grande efeito antioxidante, e assim poderia fazer uma proteção do sistema cardiovascular. O processo de aterosclerose, que é a deposição de gorduras na parede dos vasos, é inflamatório, e a melatonina poderia estar ligada à proteção contra os processos inflamatórios. Os estudos ainda descrevem uma ação de redução da pressão arterial por diminuição da adrenalina.