Voltar

Os riscos, as funções e as fontes das gorduras

As funções essenciais das gorduras são bem definidas para o nosso organismo, fundamentais para as células, hormônios e produção de vitaminas.
Das gorduras mais conhecidas, pelo risco causado por seu excesso no sangue, as chamadas saturadas estão presentes nas carnes animais, queijos gordos, no óleo de coco e no cacau. As saturadas agridem as nossas artérias, levando à deposição de gorduras (aterosclerose) e assim ao infarto e ao derrame.
As poli-insaturadas, presentes nos óleos e azeites, embora importantes para o corpo, podem liberar radicais livres, que tem efeitos tóxicos nas artérias, e ainda são calóricas.
As chamadas monoinsaturadas são as mais protetoras, pois além dos efeitos já descritos aumentam o colesterol bom (HDL). São presentes no óleo de oliva, amêndoas, abacate e castanha de caju. O exagero pode causa aumento de peso, pois também são calóricas.
Finalmente as gorduras TRANS, com nenhuma ação benéfica para organismo, presentes nos alimentos industrializados (biscoitos, sorvetes, salgadinhos, bolos e tortas). Aumentam o colesterol ruim (LDL) e diminuem o bom (HDL), danificam as células, e pior, aumentam a gordura visceral (barriga). Esse tipo de gordura é a que mais facilita as doenças do coração (pressão alta, infarto e derrame), bem como as doenças de vaso, obesidade e a depressão.
Sendo assim, o conhecimento das necessidades e o bom senso podem nos trazer os benefícios das gorduras, evitando as doenças por elas produzidas.