Voltar

Investigação genética, uma das promessas para o futuro da cardiologia

O tema “genética em cardiologia” foi um dos mais abordados no Congresso Americano de Cardiologia de 2005, no qual foram apresentados mais de 90 trabalhos sobre o assunto. A finalidade de se estudar os genes associados às doenças do coração é a possibilidade de reconhecer as melhores formas de diagnóstico e tratamento.
A definição da genética dos pacientes que tiveram infarto do miocárdio, por exemplo, já é uma pesquisa em andamento e trará informações sobre quais os fatores que determinam o evento e que podem ser detectados precocemente. Outro assunto já não tão recente é a terapia de células-tronco, pois a possibilidade destas células se transformarem em qualquer tecido do corpo amplia os horizontes de tratamento de várias doenças.
Na cardiologia, os estudos experimentais já são uma realidade e já estamos  conseguindo resultados práticos que logo atingirão vários grupos de pacientes graves sem outra possibilidade de tratamento. O tratamento das doenças cardíacas tem conseguido uma evolução muito importante, mas é fundamental que os médicos acompanhem este desenvolvimento explicando para seus pacientes os grandes benefícios das novas drogas e como a prevenção continua sendo a grande alternativa.