Voltar

Obesidade no Brasil

O tema obesidade sempre foi muito relacionado com as dificuldades do povo norte-americano em baixar o peso e lidar com uma epidemia de obesidade de crianças e adultos. Um estudo com população norte-americana relacionando índice de massa corporal (IMC) normal (22-25) com risco de morte mostrou resultados preocupantes: indivíduos com IMC entre 30 e 35 têm 44% a mais de chance de morrer precocemente que uma pessoa com IMC normal, entre 22-25.

O que mais chamou a atenção é que conforme aumenta o IMC (por exemplo, 35-40), mais aumenta o risco (quase 90% de chance a mais de morrer precocemente). Os portadores de obesidade mórbida (peso acima de 150 kg) não escapam das doenças do tipo diabetes, pressão alta, doenças cardiovasculares, entre outras (no Brasil já são 3,5 milhões de obesos mórbidos). A diabetes já é a terceira causa de morte no Brasil, ficando atrás apenas dos derrames e do infarto do miocárdio.

A observação dos hábitos alimentares dos brasileiros mostra a falta de cuidado com a alimentação das crianças que não têm o bom exemplo dos adultos. A obesidade vem crescendo exageradamente e cada vez mais os obesos mórbidos são submetidos a cirurgias bariátricas para redução do peso e das doenças associadas.