Voltar

O caminho do açúcar no organismo

A fonte básica da nossa energia está na glicose, pois todas as nossas células necessitam dela para funcionar.

Desta forma, ao ingerirmos os carboidratos, a digestão transforma-os em glicose e frutose, que no intestino estimulam a liberação de insulina, pelo pâncreas. Este hormônio reduz a quantidade de glicose no sangue e estimula as células a queimar a glicose como energia. As quantidades que restam da glicose e da frutose vão para o fígado, onde, se consumidas em exagero e com a obesidade, acumulam-se em forma de gordura.

No decorrer do tempo, o acúmulo de gordura no fígado pode levar o organismo a desenvolver a chamada resistência à insulina, e o pâncreas tenta aumentar a produção até falhar.

Os problemas da resistência à insulina são graves, como a diabetes pelo desgaste do pâncreas, as doenças cardiovasculares pelo acúmulo de gordura nos vasos (pressão alta, AVC, infarto), além da obesidade já descrita. Desta forma, todo cuidado é pouco no exagero com os carboidratos.