Voltar

Moderadores de apetite, tomar ou não tomar

Os defensores da proibição de se tomar os inibidores do apetite acreditam que os riscos destes medicamentos superam amplamente os benefícios no seu uso para perder peso. Por exemplo, sibutramina e femproporex, entre outros, aumentam os riscos de doença cardiovascular e podem criar dependência. Este grupo de profissionais afirma que não há trabalhos de longa duração, controlados, que mostrem os benefícios destas drogas na perda de peso.
Do outro lado estão, principalmente, os endocrinologistas, preocupados com o aumento da obesidade mundial, e que vão ficar sem os recursos da medicação para combatê-la. Este grupo argumenta que estas drogas estão no mercado há muitos anos e já se mostraram muito eficazes. Não há dúvida de que muitos pacientes não conseguem fazer dieta e exercícios e, assim, têm grande dificuldade para emagrecer.
A obesidade é uma doença grave, que tem aumentado o diabetes e o risco de doenças cardiovasculares. Desta forma, o que resta aos dois grupos de médicos é muito bom senso para evitar os abusos, mas não privar os pacientes necessitados de tratamento.