Voltar

Reset cerebral

A atividade intelectual diária traz-nos uma série de informações, que aumentam diariamente e cada vez mais sobrecarregam o nosso espaço mental.

Os especialistas nos estudos das atividades cerebrais referem várias repercussões desta hiperatividade cerebral, que prejudica o sono, a percepção e a própria atividade intelectual. A sensação que nos aflige é aquela de estarmos ligados 12, 14, 18 ou até as 24 horas do dia, sem descanso para o cérebro.

O sono é fundamental para revigorar as funções cerebrais, aliviando as descargas dos hormônios estressantes do dia-a-dia durante o tempo em que estamos acordados. As chamadas “sonecas” durante o dia podem trazer como benefício um desligar momentâneo das tensões mentais, evitando processos de agressão orgânica constante.

O que nós clínicos e cardiologistas observamos é que em alguns momentos gostaríamos de desligar o “botão” ou dar um “reset” em alguns pacientes para que o pobre coração tivesse alguns momentos de tranquilidade. Desta forma, entendemos que os momentos de relaxamento, as atividades físicas como yoga, pilates, RPG produzem efeitos preventivos para as doenças corporais, como as do coração.