Voltar

Pressão alta ligada à obesidade!

Cientistas alemães descobriram relações genéticas entre a pressão alta e a obesidade. Não estão dizendo que a obesidade é genética nestes casos, mas sim observando que alguns genes, em conexão com o meio ambiente e com alguns fatores de comportamento, podem facilitar a obesidade. O importante é chamar a atenção para um problema de saúde muito sério, que é a obesidade.

No Brasil já temos quase 1 milhão de pessoas com obesidade mórbida, isto é, com mais de 150 quilos. Junto com a obesidade temos a pressão alta, já descrita, e principalmente o diabetes (açúcar aumentado no sangue), que leva a consequências orgânicas graves nos olhos, coração, vasos, etc. Acompanha ainda triglicérides altos (gordura que aumenta com carboidratos: doces, pão, macarrão, arroz branco, bebidas, etc.), além de outros distúrbios metabólicos.

Desta forma, os cuidados começam nos jovens, nos quais devemos estimular a alimentação saudável, com saladas, verduras, frutas, evitando os alimentos industrializados. A obesidade desde a infância dificulta o desenvolvimento físico e psicológico, levando a dificuldades de desempenho, a preconceitos, baixa autoestima e depressão. Inicie a prevenção em casa, dando exemplo de alimentação adequada.