Voltar

Mais dicas para combater o stress

Cada dia que passa fica mais claro que das dificuldades que sofremos o “stress” tem sido o grande vilão. A liberação dos hormônios do “stress” (cortisol e adrenalina) está presente em várias das situações que enfrentamos no dia a dia.

O despertar rápido para chegarmos ao trabalho, o café da manhã tomado às pressas e o trânsito congestionado já estimulam os hormônios estressantes. Desta forma os cuidados devem ser diários, nas pequenas atitudes e principalmente nos relacionamentos, foco das maiores tensões crônicas e na manutenção do “stress”. O cortisol está ligado à depressão, ao desenvolvimento da obesidade e a outros problemas de saúde, quando estimulado cronicamente.

O importante é que ele é liberado no nosso cotidiano, apresentando uma flutuação diária positiva que nos ajuda a enfrentar as demandas variáveis da nossa vida. A presença do “stress” diário não é sempre um estímulo negativo. A ideia que temos, de buscar não sofrer qualquer tipo de “stress”, não é a meta adequada.

O ideal é podermos conviver com as situações de “stress” de uma forma madura sem se deixar levar por ele, mas utilizá-lo e depois aliviá-lo com atitudes protetoras, como exercício, relaxamento, psicoterapia, entre outras.

Não fique preocupado, pois o “stress” vai nos acompanhar durante nossas vidas e vamos ter que conviver com ele em paz. Será possível?