Voltar

Atenção para algumas misturas perigosas

Alguns indivíduos apresentam hábitos considerados perigosos para o organismo. Algumas combinações entre hábitos e medicações podem ser extremamente agressivas e trazer prejuízo para a nossa saúde.

- A já conhecida associação entre pílula anticoncepcional e cigarro agrava as doenças cardiovasculares (infarto do miocárdio por exemplo) e pode levar à trombose (entupimento das artérias). Outra associação muito habitual é o uso da bomba para asma e cigarro, pois sobrecarregam o coração e podem levar a morte súbita.

- As drogas utilizadas para perder peso, quando associadas a dietas inadequadas, podem trazer tonturas, taquicardias, sensação de desmaio, fraqueza, entre outros sintomas. 

- A antiga raiz japonesa conhecida como ginkobiloba tem ação vasodilatadora e também efeitos facilitadores dos sangramentos, por isso não deve ser tomada com outras medicações semelhantes.

- A aspirina é uma delas, pois diminui a agregação das plaquetas, diminuindo a coagulação e facilitando as hemorragias.

- A utilização do cigarro durante a gravidez também apresenta efeitos conhecidos como baixo peso do recém nascido e dificuldades respiratórias. Outras associações que devemos evitar é cigarro, vida sedentária e alimentação inadequada. Este pacote facilita pressão alta, infarto e derrame. Agora se junto com o cigarro bebermos álcool diariamente acrescentamos sintomas do tipo palpitações cardíacas e piora da função do coração.

- O hábito de beber precisa de cuidados, pois o exagero no inverno aumenta a pressão, facilita a queda da temperatura corporal quando o corpo não está protegido. Não tome álcool com tranquilizantes e também quando estiver com alguma infecção medicada com anti-inflamatório, as consequências podem ser graves.

Cuidado com estas associações agressivas.