Voltar

Reposição hormonal no homem, ainda em cheque

A queda do hormônio masculino, a testosterona, é sempre uma preocupação para os homens, pois pode trazer dificuldades na ereção e nas atividades físicas e até depressão. Desta forma, os profissionais médicos, preocupados com as queixas masculinas, sugerem tratamentos hormonais.

O problema é que muitos dos pacientes possuem dificuldades sexuais, porém têm concentrações normais do hormônio masculino no sangue. A importância da avaliação clínica não pode ser deixada de lado, mas aspectos psicológicos devem ser avaliados, pois quando deprimidos os homens perdem o prazer e a energia.

O tratamento com reposição da testosterona deve ser muito cuidadoso, pois pacientes com doenças crônicas podem ter efeitos colaterais graves. Não há dúvida de que a testosterona aumenta a força muscular e a energia, melhorando o desempenho, porém aumenta o risco de doenças cardiovasculares.

Os problemas cardiológicos, a diabetes e a pressão alta podem piorar com o uso da testosterona, assim como os problemas do fígado e rins. Assim, caros leitores, procurem orientação especializada antes de realizar tratamentos alternativos de reposição hormonal.