Voltar

Rinite alérgica: chorando pelo nariz

A rinite é uma manifestação alérgica que ocorre no nariz, causando crises de espirros, coriza abundante, coceira e obstrução nasal. Em geral se acompanha por sintomas oculares como lacrimejação e sensibilidade à luz.

A rinite alérgica é uma doença benigna, porém extremamente desagradável pelas reações que acarreta. A maior intensidade surge no inverno pelas manhãs, atingindo cerca de 10 a 15% da população mundial, principalmente as crianças.

Os ácaros (carrapatos microscópicos, geralmente encontrados na poeira domiciliar) são os principais desencadeadores do processo alérgico. Estes germes se alimentam da descamação humana. Um adulto descama em média 5 gramas de pele por semana, sendo de 0,5 a 1 grama durante o sono. Os colchões são, portanto, imensos cemitérios de gerações e gerações de ácaros, que têm período de vida curto. Desta forma, as fezes e os corpos dos ácaros mortos formam um pó fino que penetra nas narinas, e desencadeia a alergia.

A primeira medida contra a rinite é: purificação do ar, retirando-se tudo que possa deter poeira, como tapetes, carpetes, estofados e brinquedos de pelúcia. Seguindo essas medidas, corta-se a fonte de alimento dos ácaros. Em muitos casos, o controle da rinite é conseguido através de medicação, porém os distúrbios emocionais pioram as crises.