Voltar

Menopausa masculina! Qual é a importância?

A testosterona, o principal hormônio masculino, responsável pela agressividade do macho, maior distribuição dos músculos e virilidade intensa, tende a ter diminuída sua fabricação pelos testículos a partir dos 40 ou 50 anos. Por isso as pesquisas tentam conseguir o melhor tratamento, uma vez que esta perda de hormônio pode trazer prejuízos na atividade sexual do homem.

A utilização do hormônio injetável não mantém os níveis de testosterona, além de causar problemas no fígado, o que acelera os tumores na próstata. Os comprimidos têm metabolização no fígado e podem aumentar o colesterol ruim e diminuir o bom. Os adesivos também podem trazer os efeitos colaterais descritos, porém a novidade é a pomada que pode manter a dose de testosterona estável com efeitos colaterais menores. A testosterona tem um efeito grandemente estimulante para a fabricação das proteínas que aumentam a massa muscular. A sua secreção varia durante o dia, tendo o seu pico pela manhã (8h), o que explica por que o homem tem  a sensação muito valorizada da ereção matinal. Os adolescentes devem ter muito cuidado, pois a pomada pode trazer acne, desenvolver seios e interromper o crescimento.

Muitos pesquisadores estudam a chamada menopausa masculina, pois após os 50 anos eles também iniciam fadiga, depressão e diminuição de libido. Ainda não existem dados científicos confirmando a utilização do tratamento a longo prazo, e as sensações benéficas do início poderiam ser substituídas por efeitos colaterais dos hormônios aplicados.

Enfim, companheiros, aguardamos ansiosos o tratamento da menopausa masculina.