Voltar

Obesidade tornou-se um problema de saúde pública

O excesso de peso já é um dos maiores problemas de saúde pública no mundo. Os custos com a obesidade já são 5% das despesas totais do Sistema Único de Saúde do Brasil. Já na Inglaterra os gastos com o tratamento da doença e suas repercussões, como os problemas do coração e diabetes, já alcançam números alarmantes. No Brasil já temos 40% dos adultos acima do peso e temos mais de 10% da população obesa (mais ou menos 20 milhões de pessoas).

O maior problema de saúde é que as pessoas ainda não se deram conta que a obesidade vem acompanhada de complicações graves que afetam o coração e o organismo como um todo (diabetes, pressão alta, etc).

A obesidade abdominal produz inflamação e facilita o depósito de gordura nos vasos, trazendo doença do coração como o infarto do miocárdio. O excesso de peso prejudica o sono, facilita a pressão alta, dificulta a atividade física, entre outros problemas.

Há uma tentativa mundial de se estimular os indivíduos com excesso de peso a adotar hábitos saudáveis, com dieta equilibrada e exercícios físicos regulares. Diminuir a obesidade passou a ser um desafio para se conseguir uma população saudável!