Voltar

Fobia social: como se comportar?

A chamada fobia social leva as pessoas a evitar algumas tarefas do cotidiano, como falar em público, escrever diante de outras pessoas, comer ou beber em lugares movimentados, falar ao telefone, levantar durante uma conferência ou aula, frequentar festas.

Nessas situações as pessoas apresentam sudorese, taquicardia, tonturas, diarreia e vontade de ir ao banheiro. Esse medo excessivo de se expor em público e de ser avaliado aparece na faixa etária dos 15 aos 21 anos, mas os indivíduos só procuram tratamento após os 25 anos. Um grande grupo destes pacientes apresenta quadro de depressão, além da presença da fobia social. As queixas mais frequentes são:

  • timidez excessiva;

  • medo de ser avaliado;

  • pessimismo;

  • vergonha do que possa acontecer;

  • receio de tremer ou gaguejar.

O tratamento tem sido muito eficaz através de psicoterapia, exposição gradual a situações que despertam pânico e, em alguns casos, são usados os medicamentos antidepressivos.

Procure um especialista logo que surgir qualquer um desses sintomas.